Starters - Lissa Price

0
COM
Título Original: Starters
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 368
Avaliação: ♥♥♥♥
Onde comprar: SaraivaSiciliano
Sinopse: Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...

Resenha: Sem dúvida alguma, Starters é o livro que mais estive ansioso para ler, desde o dia que a Novo Conceito anunciou que ele seria um dos próximos lançamentos da editora. Eu simplesmente me apaixonei pela capa, e acredito que este tenha sido o principal motivo para toda esta ânsia. O livro de estreia da autora Lissa Price possui como personagem principal, Callie, a narradora de toda a trama. Uma jovem órfã que perdeu os pais nas Guerra do Esporos, e que tinha o dever de cuidar do seu irmão mais novo, Tyler. Para garantirem a sua sobrevivência, Callie fazia de tudo para não faltar nada, mas era difícil, pois, além de se abrigarem em prédios abandonados junto com o seu melhor amigo Michael, a vida nas ruas de Berverly Hills era altamente perigosa. Haviam vários renegados e também inspetores, que na realidade tinham o dever de tirar os Starters das ruas e levá-los para as instituições, o último lugar que algum adolescente queria estar.
Mas como conseguir dinheiro sendo que ela não tinha nenhuma herança ou algo de valioso para vender? Então a sua única alternativa foi ir até a misteriosa e assustadora empresa Prime Destinations. Um lugar onde os Starters "vendem" os seus corpos para os Enders que eram os cidadãos mais velhos, acima de 60 anos, e também sobreviventes da Guerra dos Esporos. Mas em troca, recebem uma quantia em dinheiro. Eu imagino a Prime um lugar onde a decoração é toda branca, cheia de funcionários e clientes, dos quais você não pode confiar em ninguém. 
Lissa Price
A Callie conta a história de maneira tão envolvente e misteriosa, que não consegui parar de ler. Ela passa por vários perigos, desafios, e também um romance proibido. Não é uma daquelas paixões melosas que até enjoa o leitor. É uma leve atração por Blake, o filho de um importante senador. Acho que agora vocês já podem perceber o por quê deste romance ser proibido. Mas não posso falar muito, senão eu acabo contando toda a história, e não quero soltar spoilers.
Só tenho a dizer que considero Starters o Livro do Ano. Um dos melhores que já li, a acho que conseguiu superar Jogos Vorazes, agora já não sei o que vocês pensam... Lissa Price realmente caprichou nesta obra, e parece que esta é uma "duologia", estranho né!? O segundo livro a ser lançado se chamará Enders, e a capa já foi publicada, mas não é tão bonita quanto a de Starters. Espero que a Novo Conceito a edite se puder. 
O final do livro foi emocionante e surpreendente, nunca pensei que aquilo poderia acontecer, e agora não vejo a hora de lançar a continuação do mesmo. Tenho certeza que se Starters fosse adaptado para o cinema, seria um verdadeiro sucesso! A medida que eu ia lendo, ficava imaginado como seria aquela cena representada em um filme. Espero que alguém faça uma adaptação bem caprichada. 
Confiram o book-trailer:

Artista da Semana #3 - Jessie J

0
COM
Não tem como fazer o post de Artista da Semana sem falar da incrível Jessie J. Uma cantora e compositora britânica que conquistou o mundo com a sua voz e o seu carisma. Antes de alcançar a fama como cantora, Jessie já havia ganhado notoriedade na indústria da música por escrever canções de sucesso para artistas como Miley CyrusRihannaJustin Timberlake e Chris Brown. Acabou assinando um contrato com a gravadora Island Records, e lançou o seu álbum de estreia, Who You Are, recheado de canções que se tornaram hits em muitos países, um exemplo é o single Price Tag (ft. B.o.B) que fez sucesso em todo o mundo e alcançou o a primeira posição em muitos deles. Pode-se dizer que o Brasil foi um dos grandes contribuidores, porque as rádios não paravam de tocá-la. Foi realmente uma música que agradou grande partes das pessoas fanáticas por música. Sou uma prova disso, pois eu nem conhecia a Jessie no início de sua carreira, mas depois que vi o clipe, a música não saiu da minha cabeça e acabou se tornando um vício.
Sempre com um sorriso, Jessie J nunca perdeu as esperanças, até mesmo quando sofreu um acidente em um show e teve que depender de muletas por um bom tempo. Algumas pessoas falavam que ela nunca mais poderia usar salto e que talvez nem andaria mais. Mas isso não aconteceu, porque Jessie acreditava em seu potencial e sabia que iria conseguir superar aquela barreira, e a prova disso foi a sua apresentação no Europe Music Awards 2011, onde ela pode pular, correr e se divertir cantando Price Tag e em uma parceria com o David Guetta.
Jessie também é conhecida pelos seus videoclipes de excelente produção. Depois do sucesso de Price Tag, Nobody's Perfect foi escolhida como single, e seu clipe traz uma variedade de figurinos, efeitos, cenários e consigo uma letra de fazer qualquer pessoa se encantar. Vejam o que a própria Jessie J falou sobre esta faixa:

"É uma das canções mais honesta e cruas do álbum... Toda vez que eu canto eu revivo o momento em que eu a escrevi. Eu acho que é importante expor suas falhas na música, assim como seus pontos positivos. Como ela diz, ninguém é perfeito. Eu definitivamente não sou!"

Parece que ela é bem decidida na hora de compor as suas músicas, e consegui observar esta maturidade na letra de Who's Laughing Now, que apresentou as dores que teve em sua infância, onde foi vítima de bullying. Agora todas as pessoas que judiavam dela estão agora "aclamando-a" pelo grande sucesso. É incrível como as pessoas passam a te respeitar quando você é reconhecido.
Álbum Who You Are
Logo depois, Jessie lançou os singles Who You Are e Domino, que liderou a parada britânica, chegando ao topo. A canção se tornou o single de maior sucesso de Jessie nos Estados Unidos, chegando a posição de número 6 na Billboard Hot 100, ganhando certificação de platina no país.
Ela possui uma das vozes mais bonitas de toda a Europa, e é uma das cantoras que mais me influencia. O mercado musical britânico é muito importante, pois a partir dele surgiram grandes artistas que fizeram história. 
Recentemente, Jessie J se apresentou na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londres 2012, e creio que fora umas das melhores de sua carreira, e fazendo uma participação especial com a eterna banda Queen, cantando We Will Rock You. Pode-se dizer que ela animou bastante o público que estava no estádio. Todos se emocionaram ao ouvir aquela música sendo cantada por ela. Sempre extravagante e cheia de energia, Jessie J não vai deixar se abater por nada, e acredito que ela fará muito mais sucesso do que já fez. 

Confiram o clipe de Domino:

A Maldição do Tigre - Colleen Houck

0
COM
Título original: Tiger's Curse
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 342
Avaliação: ♥♥♥♥
Onde comprar: AmericanasSaraiva.
Sinopse: Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

Resenha: Paixão, destino e lealdade. Essas são as três palavras essenciais presentes neste romance cheio de aventuras. Nunca pensei que iria gostar tanto de deste livro, e principalmente dos personagens. Ren, Kishan e Kelsey são inesquecíveis! É quase impossível um leitor não se envolver e emocionar com as altas aventuras e mistérios que se passam na série.
Repleta de sonhos, Kelsey nunca poderia imaginar que iria trabalhar em um circo, e muito menos que se apegaria tanto a um animal, um lindo tigre de olhos azuis e de pelagem branca. Este era Ren, que fora amaldiçoado junto com o seu irmão Kishan, transformando-se em um tigre também.
Dhiren esperava a ajuda de Kelsey para ajudá-lo a quebrar a maldição, mas como explicaria isso a ela? Essa é uma das passagens mais emocionantes e curiosas de livro. Não me aguentei de tanta ansiedade para ver como ela reagiria nesta crítica situação. A Maldição do Tigre é mágico! Uma viagem cheia de aventuras pela gigantesca Índia, onde desvendam e aprendem cada vez mais sobre a cultura desse povo. Deuses, sábios, criaturas místicas e objetos valiosos. Tudo isso misturado com um atraente e irresistível romance, onde os sentimentos dos personagens são explorados de maneira tão realística que nos fazem roer as unhas a cada momento de ação e mistério.
                                      Você arriscaria tudo para salvar seu grande amor?
Colleen Houck se parece muito com Rick Riordan, onde ambos escrevem histórias maravilhosas e que conquistam o nosso público juvenil. Mas acho que a série dos tigres é a melhor que estou lendo, muito perfeita. Já está sendo  feita a adaptação do livro para o cinema, e há rumores de que o ano de estreia seja em 2015. Esta série é composta por:                    
A Maldição do Tigre
O Resgate do Tigre
A Viagem do Tigre
O Destino do Tigre 
O Sonho do Tigre
Acabei de ler "O Resgate do Tigre", e tenho que admitir que a Colleen se superou. A história vai ficando cada vez mais interessante e inesquecível. Embarque nessa emocionante viagem pela Índia você também!

Espero que tenham gostado! 
Até a próxima! =D

Nova Meta de Leitura

0
COM
Oi gente!
Como hoje essa semana não teremos resenhas literárias, trouxe para vocês uma lista de livros que vou ler, alguns obrigatórios e outros não. Então vamos a minha Meta de Leitura!

Sinopse: Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência. A vida, os perigos, e o amor agora estão mais reais do que nunca. O Jogador nº1 também estará nas telas pela Warner, e sua produção está sendo divulgada como o próximo AVATAR dos efeitos especiais!




Sinopse: Traído pelas famílias que governam as cidades-estado italianas, um jovem embarca em uma jornada épica em busca de vingança. Para erradicar a corrupção e restaurar a honra de sua família, ele irá aprender a Arte dos Assassinos. Ao longo do caminho, Ezio terá de contar com a sabedoria de grandes mentores, como Leonardo da Vinci e Nicolau Maquiavel, sabendo que sua sobrevivência depende inteiramente de sua perícia e habilidade. Para os seus aliados, ele será uma força para trazer a mudança lutando pela liberdade e pela justiça. Para os seus inimigos, ele será uma ameaça que procura destruir os tiranos que oprimem o povo da Itália. Assim começa uma épica história de poder, vingança e conspiração.






Sinopse: O que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro. Apesar desse sentimento de transbordante solidariedade e compaixão com que a narrativa acompanha a miúda saga do vaqueiro Fabiano e sua gente, o autor contou: "Procurei auscultar a alma do ser rude e quase primitivo que mora na zona mais recuada do sertão... os meus personagens são quase selvagens... pesquisa que os escritores regionalistas não fazem e nem mesmo podem fazer ...porque comumente não são familiares com o ambiente que descrevem...Fiz o livrinho sem paisagens, sem diálogos. E sem amor. A minha gente, quase muda, vive numa casa velha de fazenda. As pessoas adultas, preocupadas com o estômago, não tem tempo de abraçar-se. Até a cachorra [Baleia] é uma criatura decente, porque na vizinhança não existem galãs caninos". VIDAS SECAS é o livro em que Graciliano, visto como antipoético e anti-sonhador por excelência, consegue atingir, com o rigor do texto que tanto prezava, um estado maior de poesia.





Sinopse:  Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.





Sinopse: Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...


Estou bem ansioso para começar essas novas leituras, apesar de não ter muito tempo para isso, mas farei o possível para conseguir.
Até a próxima!

Artista da Semana #2 - Foster The People

0
COM
Hoje eu resolvi trazer para vocês uma banda que é sucesso nos Estados Unidos, e que este ano já deu uma passadinha pelo Brasil, no festival de música Lollapalooza. Foster The People é composta por Mark Foster nos teclados, guitarras e vocais; Mark Pontius na bateria; e Cubbie Fink no baixo e vocal e apoio. Três amigos que abalaram e transformaram o estilo indie rock, e aos poucos a banda foi crescendo e se tornando cada vez mais popular, principalmente quando uma de suas faixas do álbum Torches se tornou hit em grande parte dos rádios em todo o mundo. Podemos dizer que Pumped up Kicks foi o combustível para que a banda alcançasse o topo das paradas. Tanto é que esta música foi escolhida como single, e acabou sendo indicado no Video Music Awards 2011 como Melhor Clipe de Rock. Pumped up Kicks é inesquecível e viciante, pois quando eu a ouvi pela primeira vez, não parei de escutá-la, o que me levou a conhecer as outras faixas do álbum.
Cubbie Fink, Mark Foster e Mark Pontius
Acredito que Torches seja um dos melhores álbuns de estúdio de indie rock já produzidos atualmente. A voz do Mark Foster é realmente perfeita, a sonoridade produzida é a característica mais importante, e o que transforma a música em uma obra de arte.
O que mais me chamou atenção no Foster The People, é que muitas vezes eles trazem mensagens através das suas canções, como por exemplo a faixa single Helena Beat, que além de possuir uma batida altamente contagiante, apresenta uma pedido de socorro, especificamente, o término de guerras e a proliferação da paz. O clipe apresenta estes aspectos com muito mais clareza.
Quando vi as apresentações do Foster The People no Lollapalooza em São Paulo, eu fiquei surpreendido, pois  eles cantam ao vivo de um jeito tão diferente e contagiante, onde eles dão vida às suas músicas e deixam a batida fluir no ritmo dos fãs que cantam enlouquecidos. Em uma entrevista ao canal Multishow, eles revelaram que foram bem recebidos aqui no Brasil  e que o nosso carisma é impressionante. Também disseram que querem voltar mais vezes. Espero que venham o mais rápido possível, pois eu adoraria ir ao show deles.
As vendas de Torches alcançaram a marca de 33 mil cópias na primeira semana, e já é certificado em Ouro nos Estados Unidos, Canadá e Austrália, um número ótimo para um álbum de estreia, o que significa que o público está gostando cada vez mais. Também o álbum chegou ao topo na parada americana, Billboard.    Nos charts Billboard Rock Albuns e Alternative Albuns.
Sem dúvida alguma, Foster The People é a minha banda favorita, e para mim não existe outro artista de indie rock que possa superá-los.


Álbum Torches


Faixas:
 01- Helena Beat
 02- Pumped up Kicks
 03- Call It What You Want
 04- Don't Stop (Color On The Walls)
 05- Waste
 06- I Would Do Anything For You
 07- Houdini
 08- Life On The Nickel
 09- Miss You
 10- Warrant 
 11- Broken Jaw

Confiram o clipe de Pumped up Kicks

Um Mundo Brilhante - T. Greenwood

0
COM
Título original: The Glittering World
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Avaliação: ♥♥♥♥
Onde comprar: FnacAmericanasLeitura

Sinopse: Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.


Resenha: O livro da autora T. Greenwood, apresenta um enredo dramático onde os personagens vivem grandes emoções, suas atitudes e decisões podem acarretar sérios problemas e conflitos. Um romance proibido, um casamento e um bebê. Tudo isso coloca a vida de Ben entre dois caminhos, duas paixões.
O início da leitura foi bastantes tranquilo, pois a história se desenvolveu bem, mas achei que os personagens não se envolveram o suficiente, não vi traços fortes de discussões. Ben aparenta ser calmo e passivo, concordando na maioria das vezes com as propostas da sua namorada, Sara.
T. Greenwood
O que fez Um Mundo Brilhante  levar uma avaliação 4, foi o final, que por sinal é bastante rápido e decepcionante. Eu esperava algo excepcional, pois o desenvolvimento do enredo estava bom. Acabei lendo quatro vezes a última página para entender o que realmente aconteceu. T. Greenwood deixou a desejar.
Um dos pontos do livro que eu mais gostei, foram as investigações para descobrir quem matou o jovem que fora encontrado em meio a densa neve.
Já ouvi muitos comentários de pessoas que estavam comparando este livro com A Cabana. Estavam achando que Um Mundo Brilhante pertence ao gênero de autoajuda por causa do título e da capa, mas se enganaram. Este livro é bem mais interativo, apesar dos seus defeitos.
Recomendo-o para quem gosta de drama com romance-policial. Espero que, quando a Greenwood escrever outro livro, ela possa melhorar e ampliar as suas ideias e não cometer estes erros.


Até a próxima! =D