Um Mundo Brilhante - T. Greenwood

Título original: The Glittering World
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Avaliação: ♥♥♥♥
Onde comprar: FnacAmericanasLeitura

Sinopse: Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.


Resenha: O livro da autora T. Greenwood, apresenta um enredo dramático onde os personagens vivem grandes emoções, suas atitudes e decisões podem acarretar sérios problemas e conflitos. Um romance proibido, um casamento e um bebê. Tudo isso coloca a vida de Ben entre dois caminhos, duas paixões.
O início da leitura foi bastantes tranquilo, pois a história se desenvolveu bem, mas achei que os personagens não se envolveram o suficiente, não vi traços fortes de discussões. Ben aparenta ser calmo e passivo, concordando na maioria das vezes com as propostas da sua namorada, Sara.
T. Greenwood
O que fez Um Mundo Brilhante  levar uma avaliação 4, foi o final, que por sinal é bastante rápido e decepcionante. Eu esperava algo excepcional, pois o desenvolvimento do enredo estava bom. Acabei lendo quatro vezes a última página para entender o que realmente aconteceu. T. Greenwood deixou a desejar.
Um dos pontos do livro que eu mais gostei, foram as investigações para descobrir quem matou o jovem que fora encontrado em meio a densa neve.
Já ouvi muitos comentários de pessoas que estavam comparando este livro com A Cabana. Estavam achando que Um Mundo Brilhante pertence ao gênero de autoajuda por causa do título e da capa, mas se enganaram. Este livro é bem mais interativo, apesar dos seus defeitos.
Recomendo-o para quem gosta de drama com romance-policial. Espero que, quando a Greenwood escrever outro livro, ela possa melhorar e ampliar as suas ideias e não cometer estes erros.


Até a próxima! =D

Nenhum comentário:

Postar um comentário